Adamastor

by Um Corpo Estranho

/

about

"Bocage na Rua 30 Poemas" - No âmbito das Comemorações dos 250 anos do Nascimento de Bocage

Organização - Teatro Estúdio Fontenova
Parceria - Câmara Municipal de Setúbal
Direcção Artística - José Maria Dias e Ricardo Campos
Direcção de Produção - Graziela Dias e Patrícia Paixão
Realização, Imagem e Edição - Leonardo Silva
Interpretação - Um Corpo Estranho (João Mota & Pedro Franco)
Mistura e Masterização - Sérgio Mendes

lyrics

Adamastor

Adamastor cruel! De teus furores
Quantas vezes me lembro horrorizado!
Ó monstro! Quantas vezes tens tragado
Do soberbo Oriente os domadores!

Parece-me que entregue a vis traidores
Estou vendo Sepúlveda afamado,
Co'a esposa e co'os filhinhos abraçado,
Qual Mavorte com Vénus e os Amores.


Parece-me que vejo o triste esposo,
Perdida a tenra prole e a bela dama,
Às garras dos leões correr furioso.

Bem te vingaste em nós do afoito Gama!
Pelos nossos desastres és famoso.
Maldito Adamastor! Maldita fama!

credits

released July 23, 2016

tags

license

all rights reserved

about

Um Corpo Estranho Portugal

João Mota e Pedro Franco surgem como contadores de anti-estórias e são eles as duas metades deste agente sonoro que, em pleno processo simbiótico, se propõe alojar nos nossos ouvidos com a intenção assumida de nos legar alguns fantasmas que acreditam ser comuns a todos. ... more

contact / help

Contact Um Corpo Estranho